conecte-se conosco

Comércio

Como de costume, Procon-AM notifica e Cartéis é quem mandam em Manaus

Publicado

em

Manaus – O Procon-AM (Instituto de Defesa do Consumidor do Amazonas) em dois dis de supostas operações em Manaus, como sempre fazendo média, onde autuou 13 postos de combustíveis que elevaram o valor da gasolina comum e aditivada, diesel S10 e S500 e etanol, antes de renovarem os estoques com novos valores. O que se sabe é que nada que esse órgão faz, surte efeito. Cartéis atuam como sempre atuaram, ditando as regras nos postos de combustíveis.

Os postos começaram a reajustar os preços na quinta-feira (10), logo depois de a Petrobrás anunciar os reajuste de preços da gasolina (18,7%), diesel (24,9%) e gás de cozinha (16,1%) que passariam a valer a partir da última sexta-feira (11).

Os estabelecimentos terão o prazo de cinco dias para entregar ao Procon-AM a suposta documentação solicitada, que inclui as notas fiscais de compra e venda de combustível nos últimos três meses.

As informações devem ser analisadas pelo órgão, que deverá constatar se a alta pode ser considerada abusiva ou não, em relação ao reajuste anunciado pela Petrobras. Será que precisa constatação para saber se os preços são abusivos? Ou o Procon-AM acha que a população tem o nariz atravessado? Vamos esperar cenas do próximo capítulo.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Últimas