conecte-se conosco

Festa

Rio preto aos pedaços e prefeito ostentação fará festa milionária no município

Publicado

em

O 40º Aniversário do município de Rio Preto da Eva (a 81 km de Manaus) custará cerca de R$ 1,5 milhão aos cofres públicos. Isto porque, só com os cantores Wesley Safadão, Léo Magalhães e  Israel Novaes, a prefeitura deve desembolsar cerca de R$ 1 milhão. 
Nesta segunda-feira (14), a Prefeitura de Rio Preto da Eva publicou o extrato do contrato firmado com o escritório do cantor Wesley Safadão.

Segundo o documento, o cantor – atração principal da festa que inicia dia 31 de março e encerra em 03 de abril – receberá R$ 650 mil pela apresentação de cerca de 1h de duração. Deste valor, segundo o documento, R$ 100 mil serão pagos pela prefeitura, com recursos próprios, e outros R$ 550 mil serão fruto de “patrocínio”. 

Nem no extrato, nem no anúncio oficial da festança, o prefeito Anderson Souza – conhecido como “prefeito ostentação” – esclareceu da onde virá o dinheiro para custear a realização da festa com quatro dias de duração.  Ele mesmo postou vídeos dos artistas no stories de suas redes sociais, anunciando a festa e chamando o povo.

A primeira-dama da cidade, Soraya Allmeida, também fez questão de compartilhar os vídeos e chamar população da cidade para o evento pago com dinheiro público.

De acordo com o site IstoÉDinheiro, o cachê de Israel Novaes varia de R$ 90 mil a R$ 120 mil e do cantor Léo Magalhães chega a R$ 220 mil por 1h30 de show.

No entanto, organizadores de eventos em Manaus são unânimes em afirmar que os valores pagos por cachês para show na capital amazonense são mais caros do que para os shows no restante do país tendo em vista a logística para deslocamento dos artistas e demais membros das equipes, além do aluguel da estrutura de iluminação e som.
 
O aniversário da cidade será realizado simultaneamente à 5ª Feira da Piscicultura e a 1ª Feira de Artesanato Indígena, com apoio da Fundação Estadual do Índio (FEI). A Fundação, coincidentemente, tem como seu diretor administrativo-financeiro, Vanderlei Alvino, sócio da empresa Tribus Produções e Eventos, junto à esposa, Adriana Cidade, filha do ex-deputado estadual Orlando Cidade e irmã do presidente da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), Roberto Cidade.

Moradores da cidade reclamaram nas rerdes sociais sobre a festa milionária bancada com dinheiro público, enquanto a cidade sofre com a falta de estrutura, educação e saúde.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Últimas